Please use this identifier to cite or link to this item: http://srv-bdtd:8080/handle/tede/460
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso
Title: Epilepsia idiopática felina: relato de caso
metadata.dc.creator: LIRA, Daniela da Silva
metadata.dc.contributor.advisor1: BARBOSA, Edson Figueiredo Gaudênci
metadata.dc.contributor.advisor-co1: OLIVEIRA, Joana d’Arc Gomes de
metadata.dc.contributor.referee1: ANDERLINI, Giovana Patrícia de Oliveira e Souza
metadata.dc.contributor.referee2: GUTIERREZ, Leticia Gutierrez de
metadata.dc.description.resumo: A epilepsia é uma síndrome que pode acometer várias espécies, podendo ser classificada quanto a sua apresentação clínica em generalizada e focal. Como também suas possíveis causas: epilepsias primárias (idiopáticas/ genéticas), epilepsias secundárias (estruturais) e sintomática provável (adquirida). O número de animais acometidos pela epilepsia idiopática é relativamente baixo sendo o percentual em cães de 5 a 5,7% da população e na espécie felina acomete cerca de 0,5 a 2% da sua população, tendo o surgimento primário das manifestações neurológicas logo após o primeiro ano de vida, podendo se estender até os 5 - 7 anos. A conclusão do diagnóstico se dá através da junção de uma série de fatores e exames complementares. Embora epilepsia idiopática trate-se de uma síndrome, na qual não exista um tratamento definitivo/reversivo, existem medidas que podem ser adotadas para diminuir/controlar as crises. O presente estudo possui importância significativa, cujo traz um apanhado atualizado referente a epilepsia idiopática felina. Tendo como objetivo relatar um caso acompanhado, embora seja uma síndrome pouco descrita/relatada, a mesma possui uma grande importância para a neurologia felina, como também para a clínica medica de felinos.
Abstract: Epilepsy is a syndrome that can affect several species, and can be classified as to its clinical presentation in general and focal. As well as its possible causes: primary (idiopathic / genetic) epilepsies, secondary epilepsies (structural) and probable (acquired) epilepsy. The number of animals affected by idiopathic epilepsy is relatively low and the percentage in dogs of 5 to 5.7% of the population and in the feline species affects about 0.5 to 2% of its population, with the primary appearance of neurological manifestations soon after the first year of life, and may extend up to 5 - 7 years. The conclusion of the diagnosis is through the combination of a series of factors and complementary tests. Although idiopathic epilepsy is a syndrome in which there is no definitive / reversible treatment, there are measures that can be taken to reduce / control seizures. The present study has significant importance, which brings an updated survey regarding feline idiopathic epilepsy. With the objective of reporting an accompanying case, although it is a poorly described / reported syndrome, it is of great importance for feline neurology as well as for feline medical practice.
Keywords: Convulsão
Gatos
Neurologia
Cats
Neurology
Seizure
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::MEDICINA VETERINARIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Centro Universitário CESMAC
metadata.dc.publisher.initials: CESMAC
metadata.dc.publisher.department: Departamento 1
Citation: LIRA, Daniela da Silva. Epilepsia idiopática felina: relato de caso. 2018. 18 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Medicina Veterinária) - Curso de Medicina Veterinária, Centro Universitário CESMAC, Maceió-AL, 2018.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: http://srv-bdtd:8080/handle/tede/460
Issue Date: 5-Dec-2018
Appears in Collections:Trabalhos de Conclusão de Curso (TCC) - Graduação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Epilepsia idiopática felina - relato de caso.pdf283,34 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.