Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://srv-bdtd:8080/handle/tede/160
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Título: Prevalência das complicações pós-operatórias em pacientes submetidas a mastectomia
Autor(es): Barros, Cássia da Fonseca
Paz, Fernanda Cristina Cavalcante Gusmão
Primeiro Orientador: Araújo , Evilma Nunes de
metadata.dc.contributor.referee1: Bomfim , Izabele Quintiliano M.
metadata.dc.contributor.referee2: Soutinho , Renata Sampaio Rodrigues
Resumo: O câncer de mama é a neoplasia mais comum entre as mulheres e possui alto índice de mortalidade, porém, quando diagnosticado precocemente, apresenta bom prognóstico. Dentre as modalidades terapêuticas para o tratamento desta neoplasia, a cirurgia ainda é o principal recurso utilizado, no entanto, algumas complicações podem surgir no pós-operatório. O objetivo deste estudo foi descrever a prevalência das alterações musculoesqueléticas em pacientes submetidas à mastectomia. A pesquisa foi do tipo descritiva e transversal, que avaliou oito mulheres, que realizavam acompanhamento fisioterapêutico na Clínica Escola de Fisioterapia do CESMAC, Maceió- AL, no período de março à maio de 2017. Foi realizada através da avaliação física, por meio da ficha de avaliação do setor de Fisioterapia de Uroginecologia funcional. A média de idade das mulheres foi de 57,8 anos, 62,5% tiveram acometimento na mama direita, 75% apresentaram alterações posturais, 67 % limitação de movimento do ombro, em 50 % foi identificada lesão nervosa, e em 37,5 % observou-se a presença de linfedema e aderências cicatriciais. Concluiu-se, que a mastectomia radical gera complicações importantes, que interferem na mobilidade e na biomecânica do membro homolateral a cirurgia.
Abstract: Breast cancer is the most common neoplasm among women and has a high mortality rate, however, when diagnosed early, it presents a good prognosis. Among the therapeutic modalities for the treatment of this neoplasm, surgery is still the main feature used, however, some complications may arise in the postoperative period. The aim of this study was to describe the prevalence of musculoskeletal changes in patients submitted to mastectomy. The research was descriptive and transversal, who evaluated eight women, who underwent physiotherapeutic follow-up at the Clinic Physiotherapy School of CESMAC, Maceió-AL, in the period from march to may 2017. Was performed through the physical evaluation, by means of the functional Urogineco sector physiotherapy assessment sheet. The mean age of women was 57.8 years, 62.5% had an event in the right breast, 75% had postural changes, 67% had shoulder movement limitation, 50 % had a nerve injury, and in 37.5% the presence of lymphedema and cicatricial adhesions were observed. It was concluded, radical mastectomy generates important complications that interfere in the mobility and biomechanics of the homolateral limb to surgery.
Palavras-chave: Mastectomia
Mulheres
Anormalidade musculoesqueléticas
CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::FISIOTERAPIA E TERAPIA OCUPACIONAL
Idioma: por
País: Brasil
Editor: Centro Universitário CESMAC
Sigla da Instituição: CESMAC
metadata.dc.publisher.department: Departamento 1
Citação: BARROS, Cássia da Fonseca, PAZ, Fernanda Cristina Cavalcante Gusmão. Prevalência das complicações pós-operatórias em pacientes submetidas a mastectomia. 2017. 26 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Fisioterapia) - Curso de Fisioterapia, Centro Universitário CESMAC, Maceió, 2018.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://srv-bdtd:8080/handle/tede/160
Data do documento: 20-Jun-2017
Aparece nas coleções:Trabalhos de Conclusão de Curso (TCC) - Graduação

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Prevalência das complicações pós-operatórias em pacientes submetidas a mastectomia.pdf598,55 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.